Replicação de 100 estudos de psicologia: efeitos reduzidos pela metade, apenas 47% com magnitudes dentro do intervalo de confiança


O pessoal do Open Science Framework acabou de concluir um trabalho hercúleo: durante mais de 3 anos, juntaram 270 colaboradores para realizar 100 replicações de 98 artigos de psicologia. Todos os materiais do projeto, para cada replicação, encontram-se disponíveis no site, inclusive os códigos em R!

E quais os resultados? Os efeitos replicados tiveram a magnitude estimada reduzida pela metade quando comparados com os efeitos originais. Apenas 36% das replicações alcançaram “significância” estatística (p-valor menor do que 5%) e apenas 47% dos efeitos originais ficaram dentro do intervalo de confiança de 95% das replicações. Supondo que não exista viés de seleção nos estudos originais (o que é difícil de acreditar, considerando os resultado acima), uma meta análise combinando os resultados indica apenas 68% dos efeitos como “significantes”. 

Essa é uma iniciativa fantástica, é ciência como deve ser feita. E que venham mais replicações, para termos estimativas mais precisas, sem viés de publicação, do tamanho e da incerteza ao redor desses efeitos.

PS: Em economia, provavelmente nossa situação é ainda pior: a maior parte de nossos estudos é baseada em dados observacionais.

Como o Banco Central monitora os possíveis impactos da Operação Lava Jato?


Para quem tiver curiosidade, segue vídeo com breve explicação do Diretor de Fiscalização Anthero Meirelles sobre como o Banco Central do Brasil mapeia exposições e riscos de contágio da Operação Lava Jato:

Economia e Análise de Redes


Para quem estava na dúvida sobre como começar, segue uma lista bacana com um livro, um curso no Coursera e 4 apresentações. Além disso, para não ficar só na teoria, lembre de aprender a usar o igraph no R (livro aqui e slides aqui).

Matthew O. Jackson, Stanford University
Social and Economic Networks: Backgound

Slides (pdf)

***

Daron Acemoglu, MIT
Networks: Games over Networks and Peer Effects

Slides (pdf)

***

Matthew O. Jackson, Stanford University
Diffusion, Identification, Network Formation

***

Daron Acemoglu, MIT
Networks: Propagation of Shocks over Economic Networks