Sobre o blogue e a procrastinação


Há muito tempo venho pensando em voltar a escrever em um blogue, contudo estive adiando esse retorno para evitar a procrastinação de outras atividades acadêmicas e profissionais. Ledo engano. O que de fato ocorreu foi que a ausência do blogue não me impediu de procrastinar – apenas estava procrastinado mais uma coisa. Entre uma procrastinação e outra, percebi que o blogue seria ao menos uma boa forma de fazer isso estruturadamente (não deixe de conferir o link). Neste exato momento estou deixando de escrever minha dissertação para blogar – estou procrastinando, mas não de forma improdutiva e com menos peso na consciência.

Com menos peso na consciência porque, a despeito da curta experiência anterior com um blogue, percebi o quão impactante e divertida pode ser essa ferramenta. E além da evidência pessoal, acabei de ver no blogue do Mankiw que também há possíveis evidências quantitativas dos benefícios de blogar. Depois dessa não poderia deixar de voltar, apesar de duvidar ter as habilidades para tanto, como descreve Tyler Cowen.

A intenção deste espaço é tentar oferecer uma visão sobre a economia que busque despir os discursos do senso comum de seus conceitos difusos e imprecisos, que busque ir além dos efeitos imediatos das ações do dia-a-dia, das ilusões das variáveis nominais, entre outras armadilhas que ocultam as verdadeiras relações de causa e efeito das ações em sociedade.

Aqui se buscará tratar de temas em que se costuma aplicar o instrumental teórico da economia. Ou, por outro lado, todo e qualquer assunto que possa suscitar problemas intrigantes para os que enxergam o mundo com um viés econômico. Mas, só para não restringir muito o escopo, poderá ser tratado também o que me der na telha.

Então eis a primeira postagem, que não passou de mera procrastinação para não ter de iniciar com um assunto de fato. Para as próximas, pretendo tratar de um tema mais geral e simples – as confusões que muitos fazem entre fins e meios, intenções e resultados, causas e conseqüências, que ajudará a pautar as discussões que forem ocorrer no blogue. Até.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Sobre o blogue e a procrastinação

  1. Pingback: Os casados são mais felizes? Ou sobre causas e conseqüências. « Análise Real

  2. Pingback: Sobre o blogue e a procrastinação II | Análise Real

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s