Visualizações dinâmicas dos investimentos estrangeiros no Brasil!


Os resultados do Censo de Capitais Estrangeiros no País, para o ano-base 2012, acabaram de ser divulgados no site do Banco Central do Brasil.

E, desta vez, o Censo trouxe duas novidades de visualização que merecem destaque:

Mapa do IED participação no capital, feito em D3.js:

Visualizar mapa

Treemap do IED participação no capital, com separações por país ou por setor, feito em D3plus.js:

Visualizar distribuição

Nas duas visualizações, vale a pena brincar com a distribuição do IED pelos critérios de país do investidor imediato e país do investidor final. Note que nem todas as combinações de país e setor são possíveis, pois esta abertura dos dados pode não estar disponível. O arquivo em formato xls pode ser baixado aqui.

Empresas com capital estrangeiro no país: informações contábeis e econômicas


Ontem foi publicado novo quadro no Censo de Capitais Estrangeiros no País, com algumas informações contábeis e econômicas das empresas com capital estrangeiro. Os dados podem ser acessados aqui, quadro nº 21.

Em 2010, os dados se referem a empresas de investimento estrangeiro direto, isto é, àquelas que detinham pelo menos um investidor estrangeiro com 10% ou mais do poder de voto. Naquele ano, por exemplo, essas empresas empregaram cerca de 2 milhões de pessoas e responderam por cerca de 40% das importações e exportações nacionais. É interessante notar que não entram nestes dados operacionais os números correspondentes às empresas de investimento estrangeiro indireto cujas informações não estejam consolidadas na matriz. Assim, muito provavelmente, esses números subestimam as atividades relacionadas ao capital estrangeiro no país.

Convém ressaltar que o quadro também apresenta dados contábeis e econômicos das empresas com capital estrangeiro de 1995 a 2005, mas esses não são diretamente comparáveis aos dados de 2010, pois houve uma mudança de metodologia na pesquisa. Em 1995, 2000 e 2005, os dados se referiam às empresas em que os investidores não residentes detinham, individualmente ou não, 10% ou mais das ações ou quotas com direito a voto, ou 20% de participação direta ou indireta no capital total, abarcando grupo de empresas mais amplo do que o da pesquisa de 2010.