P-valor não é probabilidade a posteriori II


Na época da “descoberta” do Boson de Higgs, quase todo jornal confundiu. Inclusive, é comum ver essa confusão nas salas de aula. Andrew Gelman aponta para mais uma confusão na mídia, desta vez no New York Times:

Bakalar afirma que o p-valor é desenhado para

quantificar a probabilidade de o resultado de um experimento não ser fruto do acaso.

Isso é errado.

Vale lembrar o que o p-valor calcula: supondo que o resultado do experimento tenha sido fruto do acaso, qual seria a probabilidade de observarmos um resultado tão extremo ou mais extremo do que de fato foi observado.

 

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “P-valor não é probabilidade a posteriori II

  1. Olá!

    Parabéns pelo blog!

    Lendo o post fiquei com uma dúvida… Isso significa que se um estudo indica que para os resultados demonstrados p<0,05 é o mesmo que dizer que há uma chance de 5% dos resultados terem sido obtidos ao acaso?

    Curtir

    • Olá, Desmond,

      A forma que você escreveu é um pouco ambígua. O p-valor é calculado supondo-se que a hipótese nula seja verdadeira. A hipótese nula mais comum é a de que não há nenhum efeito e que resultado é fruto do acaso. Neste caso, quando você obtém um p-valor de 5%, isso quer dizer que, supondo que o resultado tenha sido fruto do acaso, mesmo assim em 5% dos vezes você ainda observaria um resultado tão ou mais extremo do que o que foi observado.

      O que isso quer dizer é o seguinte: o resultado observado é “raro” se supormos que apenas o acaso está em jogo. Mas isso é diferente de dizer que o resultado tem 5% de chance de ter sido gerado pelo acaso – no mundo frequentista, ou ele foi gerado pelo acaso, ou não foi.

      Dando um exemplo prático. Suponha que você tenha uma moeda que você tem certeza que é justa, isto é, que ela dá 50% das vezes cara e 50% das vezes coroa. Se em alguma jogada em particular você obter 10 caras seguidas (isso é improvável, mas é possível), o seu p-valor será bastante baixo, mas mesmo assim você tem 100% de certeza que o resultado foi fruto do acaso.

      Bom, espero ter sido claro!

      Abraços

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s