P-valor não é probabilidade a posteriori II


Na época da “descoberta” do Boson de Higgs, quase todo jornal confundiu. Inclusive, é comum ver essa confusão nas salas de aula. Andrew Gelman aponta para mais uma confusão na mídia, desta vez no New York Times:

Bakalar afirma que o p-valor é desenhado para

quantificar a probabilidade de o resultado de um experimento não ser fruto do acaso.

Isso é errado.

Vale lembrar o que o p-valor calcula: supondo que o resultado do experimento tenha sido fruto do acaso, qual seria a probabilidade de observarmos um resultado tão extremo ou mais extremo do que de fato foi observado.

 

 

3 pensamentos sobre “P-valor não é probabilidade a posteriori II

  1. Olá!

    Parabéns pelo blog!

    Lendo o post fiquei com uma dúvida… Isso significa que se um estudo indica que para os resultados demonstrados p<0,05 é o mesmo que dizer que há uma chance de 5% dos resultados terem sido obtidos ao acaso?

    Curtir

    • Olá, Desmond,

      A forma que você escreveu é um pouco ambígua. O p-valor é calculado supondo-se que a hipótese nula seja verdadeira. A hipótese nula mais comum é a de que não há nenhum efeito e que resultado é fruto do acaso. Neste caso, quando você obtém um p-valor de 5%, isso quer dizer que, supondo que o resultado tenha sido fruto do acaso, mesmo assim em 5% dos vezes você ainda observaria um resultado tão ou mais extremo do que o que foi observado.

      O que isso quer dizer é o seguinte: o resultado observado é “raro” se supormos que apenas o acaso está em jogo. Mas isso é diferente de dizer que o resultado tem 5% de chance de ter sido gerado pelo acaso – no mundo frequentista, ou ele foi gerado pelo acaso, ou não foi.

      Dando um exemplo prático. Suponha que você tenha uma moeda que você tem certeza que é justa, isto é, que ela dá 50% das vezes cara e 50% das vezes coroa. Se em alguma jogada em particular você obter 10 caras seguidas (isso é improvável, mas é possível), o seu p-valor será bastante baixo, mas mesmo assim você tem 100% de certeza que o resultado foi fruto do acaso.

      Bom, espero ter sido claro!

      Abraços

      Curtir

Deixe uma resposta para desmond Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s